Cannabis, a nova flor na lapela dos negócios agrícolas do Algarve

O sol do Algarve, quando nasce, também faz crescer a cannabis – planta donde se extrai o haxixe mas que nestas plantações legais serve para tratar doentes oncológicos. A primeira colheita de flores sai antes do Natal.

Foto
Sergio Azenha

Chegaram ao Algarve há cerca de três anos, fizeram o trabalho de formiguinha, plantando cannabis a pensar na aplicação da planta para fins medicinais. A tarefa de desbravar o terreno da legalização não foi fácil. “Tivemos algumas dificuldades – demoras no licenciamento”, diz Elsa Pereira, gerente da empresa Cannprisma – Pharma, Ldª, que tem um projecto para investir 30 milhões de euros nesta área. “Portugal tem potencial para se tornar um dos maiores exportadores de cannabis medicinal na Europa”, enfatiza.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários