Tempo para mim: para o meu rosto, para o meu corpo e para as minhas emoções

Pandemia, confinamento, vacinação, regras e mais regras, desconfinamento, sair de casa, voltar a encontrar os outros, regressar ao (novo) normal... No meio desta avalanche de acções, onde ficam as emoções?

Foto
DR

O autocuidado não é um acto egoísta. É um acto necessário ao indivíduo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) define self care como a “capacidade de os indivíduos, famílias e comunidades promoverem a saúde, prevenirem doenças, manterem a saúde e lidarem com a doença e a deficiência com ou sem o apoio de um prestador de saúde”. Falamos de “comportamentos que adoptamos para cuidar da saúde, o que pode incluir higiene, nutrição, actividades de lazer, desporto, exercício, procurar ajuda profissional na área da saúde quando necessária, e muito mais”.

Sugerir correcção
Comentar