Voltar ao “som puro”, como retrato de cada época

A busca de um “som puro” devolve-nos a atmosfera de uma época, seja ela do século XX ou do século XVI.

Por artes do destino, Amália e José Afonso voltaram a cruzar-se – logo eles, que tão pouco ou quase nada se encontraram nas suas vidas. Num mesmo dia, 26 de Novembro, foram relançados Busto, o magnífico álbum que dá forma ao frutuoso encontro de Amália com Alain Oulman, e Traz Outro Amigo Também, de José Afonso, ambos no processo em curso de reedição das respectivas obras. Há uma outra coincidência curiosa, anterior: o ano em que Busto teve a primeira edição portuguesa, 1970 (a edição original, inglesa, é de 1962), foi o da edição de Traz Outro Amigo Também – e aí se encontraram antes.

Sugerir correcção
Ler 1 comentários