Maior prémio indiano de investigação atribuído à historiadora Ângela Barreto Xavier

Os trabalhos da investigadora do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa sobre a colonização portuguesa na Índia valeram-lhe o prémio Infosys de Humanidades, no valor de cem mil dólares.

Foto
Ângela Barreto Xavier nasceu em Goa em 1968 DR

A historiadora portuguesa Ângela Barreto Xavier, investigadora do Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa, recebeu na quinta-feira um dos mais importantes prémios indianos dedicados à ciência e à investigação, o prémio Infosys de Humanidades, com uma dotação de cem mil dólares (cerca de 88.500 euros).

Sugerir correcção
Ler 7 comentários