Como é que nos adaptamos à covid-19? Diários de uma Pandemia

15 de julho de 2021
14:00

Uma doença emergente, muitas histórias. Em Março de 2020, o Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) e o  Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) lançaram, com o apoio do PÚBLICO, o estudo Diários de uma Pandemia. Entre Março e Agosto de 2020 e depois de Fevereiro a Maio de 2021, mais de 13 mil cidadãos entre os 16 e os 92 anos preencheram mais de 350 mil questionários sobre múltiplos aspectos das suas vidas. Com esse contributo, foi possível compreender melhor o impacto da covid-19 na vida dos cidadãos em Portugal e reunir informação útil para prever o futuro da pandemia e as suas consequências. A investigadora do ISPUP Raquel Lucas apresenta alguns dos resultados desse estudo, lançando o mote para a discussão. Como se adaptaram os cidadãos à pandemia de covid-19? Como se adaptaram ao isolamento e às novas formas de interacção social, como experienciaram o recurso a serviços de saúde e comerciais, como ultrapassaram a ocorrência de sintomas ou a doença confirmada?

  • Debate
  • Ana Sampaio

    Ana Sampaio

    Presidente da Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino

  • Artur Rocha

    Artur Rocha

    Investigador do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC)

  • Maria de Belém Roseira

    Maria de Belém Roseira

    Ex-ministra da Saúde e para a Igualdade, grupo consultivo dos "Diários de uma Pandemia"

  • Pedro Quintas

    Pedro Quintas

    Participante nos "Diários de uma Pandemia"

  • Raquel Lucas

    Raquel Lucas

    Investigadora do Instituto de Saúde Pública da Universidade Do Porto

  • Regina Guimarães

    Regina Guimarães

    Dramaturga e participante nos "Diários de uma Pandemia"

×